03/06: Princesa Kaguya com Takayuki Aoki, produtor do Studio Ghibli

O centro cultural convida para duas semanas de exibições gratuitas. No dia 3 à noite, estivemos com Takayuki Aoki, produtor do Studio Ghibli

A JAPAN HOUSE São Paulo e o CineSesc, apresentam, até dia 17 desse mês, a versão completa da mais antiga narrativa literária japonesa – ‘O Conto da Princesa Kaguya’, do diretor Isao Takahata produzida pelo renomado Studio Ghibli (Tóquio), uma das referências mundiais em cinema de animação. O produtor do Studio Ghibli, Takayuki Aoki, antes da sessão no CineSesc do dia 3, falou sobre a animação.

A lenda da Princesa Kaguya, considerada a primeira ficção científica no Japão, faz parte da essência do clássico ‘O Conto do Cortador de Bambu’. Tido como o ancestral do romance japonês, o conto original é uma envolvente narrativa que faz com que os leitores se identifiquem com os diversos aspectos intrigantes da história, de um ponto de vista psicológico profundo. Com base nele, o diretor Isao Takahata assumiu o grande desafio de criar uma animação em longa-metragem para contar de forma vibrante a fábula da Princesa Kaguya.

Quem já visitou a exposição ‘Bambu – Histórias de Um Japão’, em cartaz até 9 de julho, no espaço cultural na Avenida Paulista, teve a oportunidade de degustar uma edição compacta de seis minutos, onde a tela no teto convida o espectador a deitar-se nos tatames e apreciar essa arte japonesa. Agora, é a vez de conhecer a obra cinematográfica na íntegra.

Período de exibição: de 2 a 17 de junho
De 2 a 7 de junho – às 19h
De 8 a 14 de junho – às 14h
15, 16 e 17 de junho – ao meio-dia
Local: CineSesc – Rua Augusta, 2075 – Cerqueira César
Telefone: 3087-0500
Legendado

O Conto da Princesa Kaguya 
Sinopse: Baseado no conto popular japonês O corte do bambu. Kaguya era um minúsculo bebê quando foi encontrada dentro de um tronco de bambu brilhante. Com o tempo, ela se transforma em uma bela jovem, que passa a ser cobiçada por cinco nobres, dentre eles, o próprio Imperador. Mas nenhum deles é o que ela realmente quer. A moça envia seus pretendentes em tarefas aparentemente impossíveis para tentar evitar o casamento com um estranho que não ama. Mas Kaguya terá que enfrentar seu destino e punição por suas escolhas.
Diretor: Isao Takahata.
Japão, 2013, 138 minutos, Classificação livre.

Sobre Studio Ghibli
Com sede em Tóquio, o Studio Ghibli é o estúdio japonês de animação e cinema mais famoso do mundo. Fundada em 1985 por Hayao Miyazaki, Isao Takahata e Toshio Suzuki, a produtora é reconhecida por suas animações cuidadosamente desenhadas, com enredo e qualidade impecáveis. O Studio Ghibli já produziu mais de 20 obras, entre elas A Viagem de Chihiro (2001), o único longa-metragem de língua não-inglesa a ganhar o Oscar de Melhor Filme de Animação. Outros títulos de sucesso são Túmulo dos Vagalumes (1988), considerado um dos melhores filmes de guerra já feitos e o clássico Meu Amigo Totoro (1988), que originou o personagem símbolo da empresa.

a

Sobre a JAPAN HOUSE São Paulo
A JAPAN HOUSE São Paulo é uma instituição dedicada a mostrar o melhor do Japão do século 21. Inaugurada em maio, foi a primeira a abrir as portas no mundo. Outras duas unidades serão inauguradas posteriormente, em Londres e Los Angeles. Desde sua abertura, o público brasileiro vem sendo convidado a ter uma experiência genuína e única dos modos de viver do Japão contemporâneo. A JAPAN HOUSE São Paulo promove, em seus três andares, exposições, seminários, workshops e atividades que trazem ao Brasil os mais relevantes criadores e empreendedores japoneses da atualidade nas artes, no design, na moda, na gastronomia, na ciência e na tecnologia.