10 e 11/11: Geeks e nerds podem sair empregados do Pixel Show 2018

Parceria com o Trampos.co vai colocar criativos frente a frente com 30 empresas, entre agências, estúdios, produtoras e startups, durante o evento em São Paulo.

A chamada Economia Criativa, que engloba negócios ligados a design, games, comunicação, artes e publicidade vive um momento de expansão. Dentro deste cenário de produção e distribuição de bens e serviços criativos estão os Geek, Nerds e Freaks que deixaram de ser um nicho para se tornarem um mercado crescente e cada vez mais profissional. Este é um dos mais promissores setores da economia e movimenta cerca de R$ 18 bilhões por ano, segundo a Associação Brasileira de Licenciamento (Abral), impulsionando o licenciamento de marcas e personagens icônicos no País.

Com foco neste novo modelo econômico acontece entre os dias 10 e 11 de novembro, em São Paulo, a 14ª edição do Pixel Show, maior evento de criatividade da América Latina.  Este ano, uma das novidades do evento é a 1ª edição do Espaço RH, realizada em parceria com o Trampos.co. O objetivo é promover networking e “speed dating” com recrutadores de mais de 30 empresas, reconhecidas no mercado de diversos segmentos, mas que possuem a criatividade como core do seu produto ou serviço, realizando cerca de 90 entrevistas, durante os dois dias. Dentre elas estão nomes como: Omelete Company (empresa responsável pelo site Omelete, CCXP e GameXP), agências de publicidade, como Interbrand, Mutato, Cheil e w3haus, além das startups de base tecnológica como Farfetch, Easy Carros, Vtex, entre outras.

De acordo com os organizadores do evento, os irmãos Símon e Allan Szacher, a intenção do evento não é somente ser um encontro cultural, mas também instigar novos projetos, empreendedorismo e a comunidade artística como um todo. “Queremos fazer do evento, que reúne cerca de 40 mil criativos, profissionais liberais e amantes da arte, design, publicidade, música e games, um primeiro passo para a concretização de parcerias de sucesso. Por isso teremos a participação do Trampos.co para colocar criativos frente a frente com os recrutadores de agências, estúdios e empresas do mercado, elevando o potencial da indústria de cultura”, comenta Símon.

Inédito: Espaço RH para estimular empregos
O espaço estará aberto nos dias 10 e 11 de novembro, das 10h às 21h. E contará com 6 estações para entrevistas, durante duas horas, cada empresa entrevistará 12 candidatos, onde o profissional e o empregador poderão se conhecerem melhor. “A ideia do Espaço RH Pixel Show & trampos.co surgiu para trazer a experiência que os profissionais já possuem online para o offline, e nada mais adequado do que nos unirmos ao Pixel Show, que é o maior evento voltado aos criativos e é referência em nosso mercado”, explica Tiago Yonamine CEO do trampos.co.

As inscrições para a feira de recrutamento são limitadas e os candidatos inscritos podem participar de entrevistas de até 10 minutos com a apresentação de seus currículos, portfolios e experiências. Mas aqueles que não conseguirem fazer uma entrevista durante o evento, é possível entregar seu CV e portfólio para que as empresas avaliem posteriormente.

Além de ser um ótimo setor para empreender, os profissionais “nerds” se destacam e possuem as características mais procuradas pelos empregadores como agilidade, independência e curiosidade. Segundo a Firjan, em 2017, o número de profissionais criativos formalmente empregados chegou a mais de 851 mil, no Brasil.

De acordo com Yonamine, o mercado está aquecido e em 10 anos de atuação tem visto as vagas para o setor criativo crescerem ano após ano. “Com a transformação digital, que começou com startups e agora que se mostra presente nas grandes empresas, este mercado, que demanda profissionais das áreas criativas, tendem a crescer cada vez mais. E nossa expectativa é de gerar o maior número de contratações possíveis na feira. Estimamos 96 entrevistas ocorrendo durante o evento, e os participantes da Pixel que não conseguirem fazer uma entrevista no local, poderão deixar os seus dados para que possam participar dos processos de recrutamento futuros nas empresas”, afirma.

Em 2017, a feira movimentou cerca de R$ 15 milhões, em apenas dois dias, entre venda de produtos e serviços. A expectativa é que este ano esse percentual cresça em cerca de 10%.  Além disso, terá 200 horas de conteúdo de cultura para um público estimado em 45 mil criativos de várias partes do mundo, nos dois dias de evento.

14º PIXEL SHOW – FESTIVAL DE CRIATIVIDADE
10 e 11 de novembro de 2018, das 8h às 22h
Espaço Pro Magno – Casa Verde, São Paulo
Transporte gratuito a partir do metro Barra Funda
Mais informações: pixelshow.co
Entrada grátis – Feira de criatividade, SharpTalks e shows de música
Atrações pagas – Palestras da Conferência, workshops e teatro

Atração

Valor

Palestras da Conferência: auditório principal e salas temáticas – ingressos para os dois dias.

R$ 221,00 ou
10 x R$ 22,10

Palestras auditório principal e salas temáticas, com entrada prioritária para a sala Voice – ingressos para os dois dias.

R$ 340,00 ou
10 x R$ 34,00

Palestras auditório principal e salas temáticas, com entrada prioritária para salas “Empreendedorismo & Business” ou para “Tech & Inovação” – ingressos para os dois dias.

R$ 280,00 ou
10 x R$ 28,00

Workshop – inclui material
– ingressos por curso.

R$ 160,00 ou
10 x R$ 16,00

Teatro de bonecos – Cia Pia Fraus
– ingressos para única apresentação que será no domingo.

R$ 30,00 (inteira)
R$ 15,00 (crianças até 10 anos e idosos a partir de 60 anos)

Formas de pagamento: cartões de crédito e débito, paypal e boleto


Sobre o Festival Internacional de Criatividade Pixel Show
O Pixel Show é o maior festival de criatividade da América Latina e acontece anualmente em São Paulo desde 2005, organizado pela Editora Zupi. Em 2018, o evento completa 14 anos de história com muita inspiração, inovação, networking e negócios realizados. O Pixel Show tem como tema central tendências, inspirações, cultura e economia criativa e discute temas atuais sobre arte contemporânea e o mercado de trabalho entre jovens e profissionais experientes. O festival é realizado com o apoio do ProAc e da Lei Rouanet e tem como patrocinadores: 3M, TNT Energy Drink, Leo Madeiras e Meio&Mensagem. O Festival conta com grandes nomes como co-curadores do Festival: Fernando Seabra (Business), Jason Bermingham & Simone Kliass (Voice), Ney Neto (Música) e Vanessa Queiroz (Arte & Design), além dos sócios Allan Szacher e Símon Szacher (curadoria geral). Em sua história, o Pixel Show já foi realizado também duas vezes em Porto Alegre, uma vez em Salvador e no Recife.

Sobre a Zupi
A Zupi é um estúdio de design, editora, produtora de eventos, produtora de conteúdo, gestora de carreira de artistas, curadora de projetos especiais e artísticos, dentre tantas outras atividades. Entre seus inúmeros projetos, edita a Revista ZUPI, que também é realizada com o apoio do ProAc e é a única revista do Brasil focada em criatividade ainda em circulação e que já produziu mais de 70 edições em sua história. Já produziu diversos outros livros e revistas além de ter realizado o concurso de criatividade Zupi Awards, o Festival Voxel Show e inúmeros projetos especiais como a curadoria da customização com arte dos poços dos elevadores dos prédios MaxHaus.