17/02: Lançamento oficial da NovaFrota

Evento foi do mesmo grupo que trouxe Leonard Nimoy (Sr. Spock) em 2003 Principal informação foi a confirmação da vinda de ator no evento de 18 de agosto

A NovaFrota, a nova encarnação do antigo fã-clube Frota Estelar Brasil, que entre 1996 e 2003 trouxe a São Paulo os astros George Takei (Sulu), Walter Koenig (Chekov) e Leonard Nimoy (Spock), membros do elenco da série clássica de Jornada nas Estrelas, elaborou seu evento de estreia no MIS, em São Paulo, no sábado, 17 de fevereiro. “Os fãs de Jornada nas Estrelas nunca foram de esperar as coisas acontecerem. A gente sempre prefere fazê-las acontecer”, explica Luiz Navarro, presidente da NovaFrota. “Isso desde a série clássica, em que campanhas de cartas de fãs impediram – duas vezes – a série de ser prematuramente cancelada. Se não fossem os fãs, ninguém estaria falando de Star Trek hoje”.

A NovaFrota apresentou seu projeto em evento com entrada gratuita, apresentando um painel sobre o legado de Star Trek: Deep Space Nine e uma palestra do jornalista científico Salvador Nogueira sobre o perigo dos asteroides, entre outras atrações. Para fechar, um bloco sobre Harry Potter e uma acalorada discussão sobre Star Trek: Discovery animaram a plateia.

Do lado externo do auditório, outros fã-clubes e especialistas em Star Trek realizaram uma exposição com itens de coleção.

O ator de Jornada nas Estrelas: Deep Space Nine
René Auberjonois, ator que viveu Odo em “Star Trek: Deep Space Nine”, virá ao Brasil em agosto
para celebrar os 25 anos da série, em uma convenção a ser realizada no Anhembi. O anúncio foi feito no primeiro bloco. Richard Arnold, o ex-assistente de Gene Roddenberry, virá junto. O
grupo segue realizando uma campanha de financiamente coletivo para arcar com os custos do
evento, chamada Um Pedaço da Ação (www.umpedacodaacao.com.br). DS9 é o segundo spin-off da série original, criada por Gene Roddenberry. Baseada numa estação espacial, Deep Space Nine foi a primeira série de alto orçamento em TV aberta a flertar fortemente com a serialização – algo que hoje é marca de qualidade de muitas séries reverenciadas pelo público e pela crítica, de Stranger Things a Game of Thrones, mas era tabu em janeiro de 1993, quando o primeiro episódio de DS9 foi ao ar.

PARA VER AS 75 FOTOS EXCLUSIVAS, CLIQUE AQUI