19 a 27/10: BrPlot – ENCONTRO DE ROTEIRISTAS – NOVIDADE DA 7ª EDIÇÃO BrLab

BrPlot – Encontro de Roteiristas – em parceria com a ABRA com diversas mesas e palestras abertas ao público

Este ano, o BrLab traz algumas novidades: “2017 inaugura uma nova fase na trajetória do BrLab. Além do novo workshop de Desing de Audiência lançado em parceria com o Torino Film Lab, lançamos o BrPlot que consiste em um encontro de roteiristas”, diz Rafael Sampaio. BrPlot – Encontro de Roteiristas, em uma parceria do BrLab – laboratório de desenvolvimento de projetos audiovisuais com a ABRA (Associação de Brasileira de Autores Roteiristas) e com curadoria de Thiago Dottori, em 2017, será realizado pela primeira vez o BrPlot – Encontro de Roteiristas. Este evento é um dos frutos do crescimento do BrLab, uma oportunidade de atender aos profissionais que não tiveram seus projetos selecionados ao longo dos 7 anos de existência do laboratório unida à atenção da ABRA à grande demanda por espaços de discussão sobre a questão do roteiro. Para colocar em discussão as temáticas, abordagens, conceitos e elementos fundamentais na construção de um roteiro e de seus personagens e também refletir sobre o mercado de roteiristas no Brasil, foi programada uma série de mesas e debates das quais participarão renomados roteiristas, autores, produtores.

MESA DE ABERTURA – Roteiros Clássicos da Retomada: Carlota Joaquina, Central do Brasil e Cidade de Deus
Com Melanie Dimantas, Marcos Bernstein e Bráulio Mantovani
Mediação: Thiago Dottori
Dia 19/10, às 19h, na FAAP

A abertura do evento promoverá uma conversa com autores de roteiros de filmes clássicos da chamada “Retomada” do cinema brasileiro. Em uma época em que pouco se produzia, os 3 filmes tratados nesta mesa, cada um à sua maneira, marcaram a história do cinema, com grande repercussão no Brasil e no exterior. A mesa pretende ainda apresentar um panorama do cenário de desenvolvimento de roteiros desde o final dos anos 90, passando pelo começo dos anos 2000 e chegando até hoje.

MESA 1: Faltam roteiristas no Brasil?
Com Luiz Bolognesi, Carol Kotscho e Rodrigo Teixeira
Mediação: Miguel Machalski
Dia 20/10, às 14h30, no Centro de Pesquisa e Formação do SESC SP

A mesa pretende investigar uma pergunta frequente – e, por vezes, incômoda – no mercado audiovisual brasileiro: “faltam roteiristas no Brasil?”. Com o crescimento da produção audiovisual para cinema e televisão no país, muitas vezes o roteirista é detectado como a figura culpada por obras audiovisuais sem sucesso. A mesa colocará em discussão as razões comumente usadas para chegar a esse veredito e também, a contra-argumentação dos roteiristas, que desconfiam que essa afirmação, na verdade, mascara diversos problemas setoriais de produção.

MESA 2: Em Busca de Novos Protagonistas
Com Anna Muylaert, Daniel Ribeiro, Carol Rodrigues
Mediação: Iana Cossoy Paro
Dia 20/10, às 16h30, No Centro de Pesquisa e Formação do SESC SP

A busca por novos protagonistas nos produtos audiovisuais brasileiros, levando em consideração a representatividade das minorias, é o tema da mesa. A representação de negros, de mulheres e de minorias LGBT nas séries e filmes nacionais tem ganhado espaço? Na mesa, essa questão e as ações afirmativas que tem mudado o panorama do audiovisual no país serão discutidas.

MESA 3: Roteiristas são escritores? Escritores são roteiristas?
Com Sabina Anzuategui, Eliseo Altunaga (Cuba) e Gadi Taub (Israel)
Mediação: Julia Priolli
Dia 20/10, às 19h30, No Centro de Pesquisa e Formação do SESC SP

Com a participação de convidados escritores que são roteiristas e roteiristas que são escritores, o debate abordará uma questão “existencial” da vida do roteirista. São eles “escritores”, ou estão mais no campo da “técnica audiovisual”? Se por um lado, cada vez mais escritores se aproximam do roteiro, pode-se dizer que estes estão naturalmente aptos para escrever roteiros? Quais as fronteiras entre a literatura e o roteiro audiovisual?

MESA 4: Direitos Autorais, apresentando a GEDAR
Com Marcílio Moraes (presidente da GEDAR), Sylvia Palma (Secretária Geral da GEDAR), Paula Vergueiro (Advogada da ABRA e da GEDAR)
Mediação: Ricardo Hofstetter (presidente da ABRA)
Dia 21/10, às 11h, No Centro de Pesquisa e Formação do SESC SP

De modo geral, os roteiristas brasileiros conhecem pouco sobre seus direitos, se comparados, por exemplo, com outros países da América Latina. Sociedades arrecadadoras de Direito Autoral já funcionam a pleno vapor há muitos anos na Argentina, enquanto aqui o Direito Autoral ainda não está sacramentado. A GEDAR – Gestão de Direitos do Autor Roteirista – formada há um ano, apresentará aos roteiristas o atual momento da discussão sobre o recolhimento dos Direitos Autorais dos autores no Brasil em uma discussão fundamental para o mercado de roteiristas no Brasil.

MESA 5: Como escrever comédias
Com Renata Corrêa, Caco Galhardo e Teodoro Poppovic
Mediação de Flávia Boggio
Dia 21/10, às 14h30, No Centro de Pesquisa e Formação do SESC SP

Não existe uma receita exata para o riso. Escrever comédias é um desafio enorme, sobre o qual todos os convidados da mesa, roteiristas experientes na escrita de humor, tentarão refletir. As especificidades da comédia, os caminhos que costumam funcionar e os fracassos da carreira de cada convidado da mesa serão estudados, numa tentativa de tatear o gênero de maior sucesso do país.

MESA 6: Séries de TV: onde estamos? Para onde vamos?
Com Maria Camargo, Elena Soares e Marçal Aquino
Mediação de Mariana Trench Bastos
Dia 21/10, às 16h30, No Centro de Pesquisa e Formação do SESC SP

Não há como falar de roteiro audiovisual hoje sem mencionar a ascensão das séries de TV no mundo todo. Nos últimos 15 anos, as séries se tornaram uma espécie de coqueluche, desde “Os Sopranos”, ao hit mundial “Game of Thrones”, passando pela massiva produção de grandesplayers audiovisuais e da entrada das plataformas de conteúdo audiovisual on demand. Num cenário em que a produção de séries é crescente no país, uma pergunta instigante inspira esse debate: as séries brasileiras conquistaram o seu público? Quais são nossos melhores exemplos? Qual o futuro das séries no Brasil?

A 7ª. Edição da BrLab acontece no período de realização da Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, evento que apoia o BrLab institucionalmente, desde 2013, facilitando a integração dos projetos com agentes do mercado internacional e a conexão com o que de mais relevante está sendo produzido atualmente no cinema.

Única plataforma no Brasil voltada a projetos cinematográficos brasileiros e estrangeiros direcionada ao aprimoramento de roteiros, capacitação profissional e estímulo à coprodução. “É uma excelente oportunidade para jovens talentos criativos do Brasil, América Latina e Península Ibérica mostrarem seus projetos e participarem de um programa intensivo único no Brasil, que oferece um ambiente de imersão com consultores e palestrantes de diferentes países, a partir de um formato que favorece o intercâmbio econômico, cultural e o estímulo à coprodução”, explica Rafael Sampaio, diretor do BrLab.

Para o futuro o diretor do BrLab também promete novidades: “Fomos contratados para organizar seis laboratórios extensivos para projetos selecionados pela ANCINE (Prodav 4/FSA), nas tipologias de séries de ficção, animação, documentário e longas de animação e ficção. Essa experiência e ainda a constante demanda por parcerias no Brasil inteiro no fez criar o selo ‘BrLab sob demanda’ um selo para prestação de serviços para organização e consultoria em plataformas de capacitação profissional ao setor audiovisual.

Criado em 2011, o BrLab é um laboratório desenvolvido pela Klaxon Cultura Audiovisual, em correalização com a Spcine Municipal de Cultura e com o SESCSP. O BrLab foi selecionado pelo edital de patrocínio cultural da Oi Futuro e conta com apoio institucional da Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, do Instituto Cervantes de a ANCINE – Agência Nacional de Cinema. O laboratório conta, ainda, com o apoio da FiGa/Br, da Vitrine Filmes, do Programa Cinema do Brasil, do Torino Film Lab, do Tribeca Film Institute, da LatAm Cinema, do Festival Rencontres Cinémas d’Amérique Latine de Toulouse (Cinéma en Développement), do Cesnik, Quintino & Salinas Advogados, do SESC-SP, da Fundação Armando Álvares Penteado – FAAP, do Consulado Geral de Israel em São Paulo, da Embaixada da França no Brasil, da Recam (Reunião Especializada de Autoridades Cinematográficas e Audiovisuais do Mercosul) e da Revista de Cinema).

Durante o 7BrLab, duplas de representantes dos projetos selecionados dispõem de consultoria integrais aos seus projetos em aspectos fundamentais para uma melhor realização de seus produtos: roteiro, direção, produção e distribuição. As atividades incluem ainda palestras e encontro com profissionais do Brasil e do exterior.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

– Atividades para os projetos selecionados
Atividades de formação e oficinas voltadas à capacitação de profissionais do setor, entre 19 e 27 de outubro de 2017. Através de convocatória pública, projetos da América Latina e Península Ibérica selecionados para participar das atividades do laboratório que consistem em assessorias e consultorias de experts internacionais e brasileiros durante uma semana na cidade de São Paulo. Através de dinâmicas colaborativas de trabalho e assessorias direcionadas aos projetos, é a única plataforma desse tipo no Brasil que, além de formar nossos profissionais, contribui para a internacionalização do nosso mercado e do produto audiovisual brasileiro, estimulando a coprodução entre o Brasil e outros países da região.

– BrPlot – Encontro de Roteiristas – em parceria com a ABRA
Realização das atividades do BrPlot – Encontro de Roteiro, idealizado em parceria com a ABRA (Associação Brasileira de Autores Roteiristas) onde será realizada, no início das atividades do BrLab, uma série de palestras e debates com renomados roteiristas e diretores do Brasil e do exterior, a fim de colocar em discussão as temáticas, abordagens, conceitos e elementos importantes na construção de um roteiro e de seus personagens, bem como refletir sobre o mercado de roteiristas no Brasil

– Workshop de Design de Audiência – em parceria com o TorinoFillmLab
Essas atividades consistem em assessorias de 3 dias para três projetos em fase mais adiantada de desenvolvimento e financiamento, que já possuam distribuidores, selecionados através de convocatória específica, e duas palestras abertas para distribuidores, agentes de vendas e produtores sobre encontrar o  público alvo dos filmes e como trabalhar esses públicos. Os projetos selecionados para o Workshop serão divulgados até o dia 25 de setembro.

Histórico BrLab
Em 2017 o BrLab recebeu, ao todo, 355 inscrições. Foram 210 projetos recebidos de diferentes regiões do Brasil e 136 projetos de outros países da América Latina e Península Ibérica, além de 9 projetos brasileiros inscritos no Workshop Design de Audiência.

Em seis anos, foram recebidas um total de 1.332 inscrições e mais de 160 profissionais foram qualificados diretamente pelo programa; através de 77 projetos que participaram do BrLab e que representaram 17 países e 10 estados brasileiros.

Dentre os projetos participantes, 152 já foram finalizados e lançados como longas metragens; 7 títulos estão atualmente em finalização; e outros 18 estão em estágios avançados de financiamento, o que permite à organização projetar o número de 38 longas metragens participantes do programa lançados e finalizados até 2019.

Mais informações: http://www.brlab.com.br/