23/06 a 01/07: 5º Santos Film Fest celebrará 25 anos da Retomada do Cinema Brasileiro, história dos cinemas santistas e terá diversas mostras paralelas

Maior festival de cinema do litoral paulista ocorrerá de 23 de junho a 1º de julho de 2020 e terá exposições sobre os filmes de destaque da Retomada e sobre a história dos cinemas santistas. Entre as mostras paralelas estão temas como surfe, histórias e personagens de Santos, rock, samba, LGBTQ e do projeto Cinetopia

A quinta edição do maior festival de cinema do litoral paulista já tem data marcada: 23 de junho a 1º de julho de 2020, com abertura programada para o Cine Roxy 5, como já virou tradição.

5º Santos Film Fest – Festival Internacional de Filmes de Santos manterá a mostra competitiva de curtas e longas (que acontece no Roxy 4 e no Roxy 5), bem como a Mostra Humanidades e filmes internacionais, além de pré-estreias exclusivas que serão divulgadas em breve.

25 anos da Retomada do Cinema Brasileiro em Mostra Retrospectiva e Exposição

Entre os temas que serão abordados do festival, estão os 25 anos da Retomada do Cinema Brasileiro, iniciada em 1995 com “Carlota Joaquina, a Princesa do Brasil”, de Carla Camurati. O auge da crise do cinema nacional ocorreu no início dos anos 90, quando a Embrafilme foi extinta pelo governo federal. A situação só começou a melhorar em 1993, quando foi criada a Lei do Audiovisual, que promovia novos investimentos do mesmo. Dois anos depois, apareceram as primeiras produções nacionais de peso”, explica o diretor do festival André Azenha. Será realizada uma mostra paralela com filmes de destaque desse período, bem como uma exposição narrando os principais momentos, filmes e realizadores desses 25 anos. “Mais que relembrarmos esses 25 anos de conquistas e dificuldades do nosso cinema, vamos mostrar ao público quão importante é nossa produção, que gera empregos, reflete nossa cultura, nossa história e leva o Brasil mundo afora”, afirma Azenha.

Mostras

Em 2020 o Santos Film Fest ampliará sua programação. O festival veio com o objetivo, desde seu início, em levar o cinema a diversos espaços de Santos. Em 2018, por exemplo, foram mais de 100 filmes exibidos (algo inédito na Baixada Santista, a grande maioria de longas-metragens e produções inéditas na região, sem contar as reprises), oficinas, palestras, exposições, lançamento de livro e outras atrações em 15 espaços do município. Em 2019 foram mais de 80 produções levadas aos espectadores.

Além das duas unidades do Roxy e do Shopping Pátio Iporanga, parceiro desde a primeira edição do festival, a programação também deve voltar a acontecer em espaços públicos e será levado também a escolas da rede público, municipais e estaduais.

Estão confirmadas a mostra competitiva, a Mostra Humanidades (que reúne curtas e longas, nacionais e estrangeiros, que abordam questões relativas à cidadania).

E ainda serão realizadas as seguintes mostras:

– Filmes de surfe, pois a Baixada Santista possui uma rica produção de curtas, médias e longas-metragens que abordam o universo desse esporte.

– Filmes que retratam histórias e personagens reais de Santos e região, entre curtas, médias e longas. Afinal, no ano que Santos recebe o Congresso da Unesco nada mais importante que evidenciarmos nossas histórias.

– Cinetopia: haverá uma mostra retrospectiva com os filmes de destaque do projeto Cinetopia, do Cine Roxy, que apresenta obras europeias, asiáticas, fora do circuito comercial. 

– Filmes sobre saúde mental. Santos possui alto índice de suicídios. Será realizada uma mostra com curtas e longas que refletem temas como depressão, ansiedade, transtornos mentais, em sessões seguidas de bate-papos com especialistas (psicólogos e psiquiatras), realizadas em escolas.

– Filmes sobre rock, gênero musical que possui tradição em Santos e produção de curtas e longas. A curadoria será feita por Lucas Krempel, do Blog n Roll, e Wladimyr Cruz, do Zona Punk, ambos jornalistas especializados em rock. Também será feita uma mostra de videoclipes selecionados pela dupla.

– Filmes sobre samba, gênero extremamente popular e tradicional de Santos, com compositores e artistas renomados em âmbito nacional. 

– Filmes de temática LGBTQ. Na última edição foram mais de 20 produções do tema e o festival entende a importância de refletir a diversidade. 

Exposições

Outra característica recorrente do Santos Film Fest é difundir o cinema em atividades diversificadas além das exibições cinematográficas. Todas as edições têm, ao menos, duas exposições. E em 2020 não será diferente.

Uma das exposições será sobre a Retomada do Cinema Brasileiro. Outra será sobre a História dos Cinemas Santistas, com imagens, reproduções de jornais da época e textos informativos sobre a trajetória das salas de cinema na região, especialmente a Cinelândia e o Roxy, cinema que sobreviveu ao advento dos multiplex e se mantém firme e forte há 85 anos.

A tradicional Virada Cinematográfica voltará a ocorrer na Cinemateca de Santos e, em breve, serão divulgados os homenageados.

Toda a programação será gratuita. 

O 4º Santos Film Fest – Festival Internacional de Filmes de Santos ocorreu de 26 de junho a 3 de julho de 2019, ocupando diversos espaços e reunindo mais de 10 mil pessoas entre sessões, exposições, dez atividades formativas (oficinas, palestras, debates), duas viradas cinematográficas e presenças de artistas de renome nacional e internacional. Homenageou os diretores Daniel Rezende e Angela Zoé e abriu com pré-estreia exclusiva de Turma da Mõnica Laços. Em 2018 os homenageados foram o crítico Rubens Ewald Filho (com direito à exposição com seu acervo pessoal e lançamento de livreto biográfico gratuito) e Eliane Caffé. E, em 2017, os homenageados foram Luciano Quirino e Ondina Clais, que passaram a batizar os troféus do festival. É coordenado por André Azenha e Paula Azenha e conta com diversos apoiadores. Para 2020, o festival busca parceiros, patrocinadores e apoiadores. Toda a programação é gratuita.