A memória do mar, novo livro de Khaled Hosseini, autor do best-seller O caçador de pipas

Com tradução de Pedro Bial, A memória do mar é inspirado na história de Alan Kurdi, o refugiado sírio de três anos de idade que se afogou no Mar Mediterrâneo

Autor dos best-sellers O caçador de pipas, A cidade do sol e O silêncio das montanhas, que venderam juntos mais de 4 milhões de exemplares no Brasil, Khaled Hosseini lança A memória do mar. A nova obra, da Globo Livros, é inspirada na história de Alan Kurdi, o menino refugiado sírio, de três anos de idade, que se afogou no Mar Mediterrâneo quando tentava chegar em segurança na Europa.

Com tradução de Pedro Bial, o romance conta a história de um pai que embala o filho enquanto contempla a noite em uma praia, à espera do amanhecer que trará o barco que os levará a uma nova vida do outro lado do Mediterrâneo. O homem conta para o menino sobre suas lembranças da Síria de sua infância, um país encantador que foi destruído pela guerra, obrigando não apenas aquela pequena família, mas milhares de outras a juntar todos os seus pertences e embarcar rumo ao desconhecido.

Em uma edição especial ricamente ilustrada e com capa dura, o livro é uma prece de amor e esperança e também um presente do autor para seus milhões de leitores ao redor do mundo.

Sobre o autor
Khaled Hoseini é um dos romancistas mais lidos de todo o mundo, com mais de 40 milhões de exemplares de seus livros vendidos. Nasceu em Cabul, filho de uma professora e um diplomata, e, por isso, mudou‑se mui­tas vezes para outros países quando criança. Até que, em 1980, quando a família se preparava para retornar à vida na capital do Afeganistão, o país sofreu um gol­pe de Estado e Khaled foi mandado ao exílio nos Esta­dos Unidos, onde vive até hoje. Também autor dos best-sellers O caçador de pipas, O silêncio das montanhas e A cidade do sol, Khaled tem seus livros publicados em mais de setenta países. Foi nomeado Embaixador da Boa Vontade da Agência de Refugiados das Nações Unidas (UNHCR), a agência de re­fugiados da ONU, em 2006. Inspirado por uma viagem que fez ao Afeganistão com o órgão, criou a Fundação Khaled Hosseini, uma instituição sem fins lucrativos que oferece assistência humanitária aos afegãos.

Sobre o tradutor
Pedro Bial nasceu no Rio de Janeiro, filho de Peter e Susanne, refugiados alemães que se conhece­ram no Brasil. Seu pai veio para o Brasil na última viagem do último navio que fez a travessia transa­tlântica durante a Segunda Guerra Mundial, em março de 1940.

Há quase quarenta anos Pedro é um homem de te­levisão, jornalista, escritor e realizador de filmes. Ele atualmente vive em São Paulo e tem quatro fi­lhos, com idades que variam de um a trinta e um anos.

Título: A memória do mar
Autor: Khaled Hosseini
Tradução: Pedro Bial
Gênero: Romance
Páginas: 64
Formato: 16X23cm
ISBN: 978-85-250-6674-9
Preço: R$ 34,90