Death Note – How to Read

Editora JBC lança Death Note – How to Read na luxuosa versão Black Edition

Todos os segredos do lendário caderno assassino estão prestes a serem revelados. A Editora JBC traz de volta Death Note – How to Read. Lançada pela primeira vez em 2008, a nova edição seguirá o formato e padrão luxuoso da coleção Black Edition.

Uma enciclopédia completa sobre a obra-prima de Tsugumi Ohba e Takeshi Obata, o databook Death Note – How to Read apresenta fichas completas de todos os personagens deste mundo e do mundo dos Shinigamis, entrevista com os autores, curiosidades sobre a produção do mangá e segredos de como usar o caderno do Deus da Morte.

Death Note – How to Read também traz um card especial exclusivo no qual é revelado o verdadeiro nome de L, o detetive e o grande rival de Light Yagami em sua jornada para se tornar o “Deus do Novo Mundo”.

Além disso, a edição traz tirinhas inéditas com os personagens do mangá, uma história inédita estrelada por Ryuk, respostas para as perguntas mais frequentes feitas aos autores e muito mais – inclusive o destino de Misa Amane após o confronto de Light contra L, Mello e Near. Ao todo são 282 páginas com tudo sobre Death Note.

Sobre Death Note – Black Edition
Este foi um dos primeiros mangás lançamentos da Editora JBC em edição especial para colecionadores. Com formato BIG (dois volumes japoneses reunidos em um volume brasileiro), páginas coloridas e papel lux cream, a série foi um grande sucesso.

Já concluído em seis volumes, a coleção acompanha a história do autoproclamado Deus do Novo Mundo, Light Yagami, que usa o Death Note para impor sua justiça assassinando criminosos de inúmeros países. Para tanto, sob a alcunha de Kira, ele utiliza o caderno macabro, que tem o poder de definir o destino das pessoas com a morte. Para detê-lo, L, tido como o maior detetive do mundo, começa a agir.

Os autores Tsugumi Ohba, roteirista de Death Note, também assina outros grandes sucessos como Bakuman. Atualmente trabalha em Platinum End, em mais uma parceria com Takeshi Obata. Seus dados pessoais são confidenciais, mas segundo o seu perfil oficial, ele tem o costume de colecionar xícaras de chá e sentar-se com os pés sobre a cadeira enquanto trabalha – assim como L. Na verdade, acredita-se que Tsugumi Ohba seja apenas um pseudônimo de algum autor famoso.

Nascido em fevereiro de 1969, Takeshi Obata é um dos maiores desenhistas da história dos mangás. Entre suas principais obras estão Death Note, Hikaru no Go, Blue Dragon – Ral Ω Grad, Bakuman e, atualmente, Platinum End. Obata normalmente atua como ilustrador, em parceria com um roteirista e também já trabalhou com outros mangakás respeitados como Nobuhiro Watsuki, autor de Samurai X.

Sobre a Editora JBC
A JBC é uma editora fruto e reflexo da união entre duas culturas. É a única do setor no Brasil a se dedicar exclusivamente à difusão da cultura japonesa através de seus produtos. A editora imprime uma média de 12 a 15 novos mangás por mês, o que significa um novo mangá a cada dois dias. Por ano, são publicadas em média 180 edições, com tiragens que variam de 15 a 40 mil exemplares. A JBC tem ainda o maior portfólio de livros sobre a culinária japonesa em português, com mais de 50 títulos. Estamos chegando aos 23 anos de história, o que ajuda a construir o nosso papel de provedora de conteúdo, informação e tendências do Japão no Brasil.