Exceção Hostil: Justiceira lésbica e deficiente física protagoniza HQ independente

Órfã, lésbica, deficiente física e em busca de justiça: assim é Acira, a heroína da HQ independente Exceção Hostil, nascida da parceria entre o escritor Gabriel G. Sampaio e do ilustrador Luiz Gustavo M. Pereira. A obra será lançada no próximo dia 30 no 10º FIQ (Festival Internacional de Quadrinhos), em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Ambientada num futuro próximo – mas muito parecido com o cenário atual – , a história de Acira tem como foco o combate ao racismo, homofobia e injustiças sociais. Para dar conta de tudo isso, a ciborgue se prepara ao longo da vida com estratégias intelectuais e tecnológicas, além do apoio dos amigos de infância William e Niza, que passa a ser sua companheira na idade adulta.

A heroína tem, como algozes,  o político conservador Joel Mussono e a facção extremista CHUD (Clã dos Humanos Decentes), que persegue e ataca minorias.

“Acira é tudo o que a maioria tem o desejo de se tornar: uma lutadora pelos direitos iguais, a fim de minimizar qualquer tipo de preconceito. Ela é importante pela representação do modo como é feito a sua luta, com inteligência. Dentro e fora do sistema”, enfatiza Pereira.

Para Sampaio, é importante que o Universo Nerd passe a abordar esses assuntos em suas produções para colaborar com a formação de crianças e jovens, que integram o público leitor desse segmento.

“Em todo o mundo, grupos extremistas conservadores estão se levantando contra os direitos dos desprivilegiados. Mostrar que existe resistência contra o ódio e discriminação é o primeiro passo para que as pessoas possam enfrentar essas manifestações do pior que existe na humanidade”.

Exceção Hostil já está disponível para venda na Amazon (em português e inglês) e na Bookess.

Sobre os autores
Gabriel Godinho Sampaio – autor de Exídium (Editora Coerência, 2017) e coautor de Warwolf: O ritual (2014). Seu trabalho é influenciado por grandes nomes do gênero, como Isaac Asimov e H.G. Wells. Sampaio também é professor no litoral paulista, especialista em Tradução e amante de Ficção Científica. É mestre de RPG, cinéfilo e ativista da educação.

Luiz Gustavo Maduro Pereira –  o quadrinista, ilustrador, escritor, escultor, e professor tem 40 anos e é de Santos (SP). Seu projeto pessoal é marcado pela publicação do seu livro Trindade, Uma Jornada Além da Morte (Editora Madras, 2016). Atualmente, finalizou a Graphic Novel da história e o segundo livro da trilogia, Destino, A Ascensão do Obscuro.  Já participou de vários projetos como a quadrinização do livro “A Marca do Lobo Negro” da escritora Pett Torres, e da coletânea de contos “Pensamentos Eletrônicos” da Darda Editora.

Exceção Hostil
Gênero: HQ/Ficção
Autor: Gabriel Godinho Sampaio e Luiz Gustavo M. Pereira
Ilustrador: Luiz Gustavo M. Pereira
Número de páginas: 60
Editora: Independente

10º FIQ (Festival Internacional de Quadrinhos)
Onde: Serraria Souza Pinto
Endereço:  Avenida Assis Chateaubriand, 809, Floresta, Belo Horizonte (MG)
Horário: 9h às 21h (4a e 6a feira) e das 10hàs 21h (sábado e domingo)
Entrada gratuita
http://www.fiq.pbh.gov.br/