História do estruturalismo

Em dois volumes, pensador vai no coração do estruturalismo ao lado de Claude Lévi-Strauss, Michel Foucault, Roland Barthes, Jacques Lacan, entre outros

Movimento fundamental no século XX, o estruturalismo atraiu grandes nomes: de Claude Lévi-Strauss e Roman Jakobson a Michel Foucault, de Louis Althusser e Georges Dumézil a Roland Barthes, passando por Jacques Lacan e Jacques Derrida. Em seu História do estruturalismo, lançado pela Editora Unesp em dois volumes, o historiador François Dosse oferece ao leitor um exercício vigoroso de reflexão sobre o movimento estruturalista, que teve sua ascensão em 1945.

Dosse reconstitui as questões teóricas, institucionais e existenciais do estruturalismo e as organiza em dois grandes períodos distintos: no primeiro volume, vê-se o momento em que ascende e abarca todo vigor do pensamento criativo francês do imediato pós-Segunda Guerra até o ano de 1966, clímax de sua trajetória e marco de sua desconstrução; já no segundo, o historiador enfoca a desconstrução e a reinvenção do estruturalismo, quando os intelectuais inseridos no movimento reavaliam suas posições e propõem novas abordagens.

“Esta história do estruturalismo, publicada há mais de vinte anos, em 1991 e 1992, mantém a meu ver toda sua atualidade, viso que descreve um grande momento intelectual, impregnado de efervescência, criatividade e abertura em relação à transversalidade do conhecimento”, anota o autor. 

Sobre o autor
François Dosse é professor na École Supérieure du Professorat et de l’Éducation (ESPE), da Universidade Paris-Est Créteil (UPEC), e no Instituto Político de Paris. Atua também como pesquisador do Centro de História Cultural da Universidade de Versailles/ Saint-Quentin-en-Yvelines e como coeditor da revista E­spaces Temps. Tem publicados pela Editora Unesp os livros A história(2012), As correntes históricas na França – séculos XIX e XX (2012, coautoria com Christian Delacroix e Patrick Garcia),Renascimento do acontecimento (2013), A história à prova do tempo (2017) e O império do sentido (2018). 

TítulosHistória do estruturalismo: o campo do signo, 1945-1966 – volume I; História do estruturalismo: o canto do cisne, de 1967 a nossos dias – volume II
Autor: François Dosse 
Tradução: Álvaro Cabral 
Número de páginas: 573 (volume I); 669 (volume II) 
Formato: 14 x 21 cm 
Preço: R$ 248,00 
ISBN: 978-85-393-0758-6 (volume I); 978-85-393-0759-3 (volume II)