Inesquecível: Bravo Amor

À Guerra, por amor.

Catarina Muniz lança, durante a 25ª Bienal Internacional de São Paulo, obra inspirada em Maria Curupaiti, sertaneja de Pernambuco que desafiou as leis do II Reinado para lutar ao lado do marido na Guerra do Paraguai.

A menos de um mês para o início da 25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, a escritora Catarina Muniz mal pode conter a ansiedade: “Esta é a primeira vez que trago uma obra histórica ambientada no Brasil. E ter como inspiração uma figura como Maria Curupaiti só aumenta minha responsabilidade.”, diz a autora, que está prestes a lançar, no dia 11 de agosto, o conto histórico “Bravo amor”, como parte da antologia de época intitulada “Inesquecível”, a ser publicada pela Editora Qualis.

“Minha ideia inicial era escrever um conto sobre a Maria Francisca da Conceição, ou Maria Curupaiti, uma sertaneja da região do Pajeú, em Pernambuco, que desafiou as leis do II Reinado e acompanhou o marido ao campo de batalha durante a Guerra do Paraguai disfarçada de soldado. Mas infelizmente não é fácil encontrar dados detalhados sobre ela à disposição para uma pesquisa aprofundada e não seria correto elaborar situações fictícias para uma história real. Desta forma, optei por criar a Joana Duarte da Paz para homenagear essa sertaneja tão corajosa.”, afirma ela, que promete uma história comovente, apaixonada e romântica. “Joana representa muitos sentimentos femininos: a coragem, a devoção, a entrega e a bravura para defender aquilo que realmente importa: o verdadeiro amor”.

A Antologia, composta de cinco contos de cunho histórico escrita em parceria com as autoras best sellers Juliana Parrini, Bia Carvalho, Josy Luz e Maribell Azevedo, aborda temas como desilusão, paixão, lealdade, guerra, e claro, o amor. “Não poderia haver título mais adequado para essas histórias. São narrativas absolutamente encantadoras, que irão surpreender o leitor do começo ao fim.”, promete Catarina, que já possui em sua carreira o total de 10 livros publicados, tanto em formato impresso quanto digital. “Será minha terceira grande Bienal, mas a expectativa é sempre nova. Mal posso esperar para ter novamente um contato mais próximo com o leitor”.

O lançamento de “Inesquecível” será realizado no dia 11 de agosto, às 13h, no estande da Editora Qualis, no Anhembi, em São Paulo. “É uma honra imensurável realizar mais um lançamento numa bienal de grandes proporções e espero que a obra faça jus às expectativas dos nossos leitores”, finaliza a autora.

SINOPSE DO CONTO “BRAVO AMOR”
Joana e Deocleciano se conheceram durante a infância, vizinhos numa rua pacata de Olinda, Pernambuco. Déo, como era chamado, sonhava em seguir os passos do pai e ingressar nas Forças Armadas, a fim de orgulhosamente defender o país. Joana sonhava apenas estar ao lado de Déo em todos os momentos, até o fim. E num período em que o caldeirão bélico em volta da Bacia do Prata está prestes a explodir, Joana e Déo terão seus sonhos realizados de maneira implacável. O Brasil, sob o reinado de Dom Pedro II, enfrenta a maior guerra da sua história: a Guerra do Paraguai. E nem mesmo as terríveis experiências da maior guerra da América do Sul poderão desarmar Joana e Déo do grande amor que os unem.