O Navio Arcano

Primeiro volume da trilogia “Os mercadores de navios vivos” marca a tão aguardada publicação de uma nova série de Robin Hobb, uma das grandes autoras de fantasia da atualidade

Uma das mais celebradas e cultuadas autoras contemporâneas de literatura fantástica (um de seus maiores fãs é George R.R. Martin, de A guerra dos tronos), Robin Hobb, autora da “Saga do Assassino”, retorna ao universo ficcional conhecido como Reino dos Antigos numa nova trilogia, “Os Mercadores de Navios-Vivos”. No primeiro volume, O navio arcano, Robb faz referências a clássicos como Moby Dick, de Herman Melville, e Mestre dos mares, de Patrick O’Brian, para conduzir o leitor por uma aventura marítima repleta de magia. A narrativa apresenta a história de um orgulhoso grupo de famílias que navega por mares bravios repletos de piratas e serpentes a bordo de seus navios-vivos – embarcações raríssimas e mágicas feitas de madeira-arcana, capazes de adquirir vida própria.

Madeira-arcana é um tipo de madeira dotada de consciência. Trata-se da mercadoria mais valiosa do mundo, encontrada apenas nos Ermos Chuvosos — e é dela que os navios-vivos são feitos. Arriscar-se nas perigosas águas do Rio da Chuva para chegar aos Ermos Chuvosos é uma audácia praticada por poucos e incautos navegadores na ânsia de possuir um navio-vivo. Mas essas embarcações são difíceis de encontrar – e mais difícil ainda é navegá-las. Raros e valiosos, os chamados navios-vivos têm uma ligação íntima com a família que os comprou originalmente, e sua vida só é despertada depois que três membros de gerações seguidas morrem em seu convés.

Ao longo dos anos, os Velhos Mercadores de Vilamonte tiveram sua riqueza dilapidada pelas guerras ao norte e pelas pilhagens dos piratas ao sul, e agora ainda precisam lidar com o aparecimento de Novos Mercadores, que pretendem abalar o tênue equilíbrio existente entre Vilamonte e os Ermos Chuvosos. A única esperança de renovar a prosperidade da família Vestrit, uma das mais antigas de Mercadores da região, é Vivácia, uma embarcação que está com eles há gerações e prestes a se tornar um navio-vivo. A bordo dela navega a filha do capitão, Althea Vestrit, abalada com o estado de saúde do pai, mas ansiosa pelo despertar do navio que tanto ama. Enquanto isso, o ardiloso pirata Kennit anseia por obter seu próprio navio-vivo. Já bem familiarizado com o poder da madeira-arcana, ele tem planos bem específicos para sua futura embarcação… E não medirá esforços para conquistá-la.

Num reino de culturas e magia peculiares, O navio arcano exibe um deslumbrante elenco de personagens muito bem caracterizados, tanto física quanto psicologicamente, numa aventura fantástica de piratas, navios falantes, serpentes-marinhas, escravos em rebelião, heróis espirituosos e sangrentas batalhas. Robin Hobb tece uma trama envolvente e complexa, com fortes relações pessoais, que seduz o leitor a cada página.

Sobre a autora
Robin Hobb é escritora de fantasia e vive em Tacoma, Washington. Seus primeiros textos foram escritos aos 18 anos para jornais locais e revistas infantis e foram assinados com seu verdadeiro nome (Megan Lindholm). Em 1980 começou a escrever fantasia e criou o Reino dos Antigos, um universo que foi influenciado pela paixão de seu marido pelo mar. Em 1995, O aprendiz de assassino, primeiro volume da trilogia “Saga do Assassino”, composta também pelos livros O assassino do rei e A fúria do assassino foi sua primeira obra sob o pseudônimo Robin Hobb, publicado no Brasil pela LeYa em 2013. Desde então já lançou as trilogias “Os Mercadores de Navios-Vivos”, composta pelos livros O navio arcano, O navio insano e O navio do destino (estes dois últimos a serem publicados em breve), “The Tawny Man” e “The Fitz and the Fool “ e a tetralogia “The Rain Wilds Chronicles”. Sua obra já foi traduzida para mais de vinte idiomas.

O NAVIO ARCANO
Autora: Robin Hobb
Tradução: Gabriel Oliva Brum
LeYa | 864 páginas | R$ 74,90