Os gêneros do discurso: Todorov discute gêneros literários em coletânea de ensaios

Reflexões do pensador búlgaro contribuem para trazer à tona o debate, que se encontrava fora ordem do dia nos estudos literários e semióticos

Há quem pense que as discussões sobre os gêneros de discurso estão mortas. Porém, nada mais longe do que a realidade – o tema caminha para o centro do palco. E Tzvetan Todorov, em Os gêneros do discurso, lançamento da Editora Unesp, traz reflexões que repõem o assunto na ordem do dia nos estudos literários e semióticos.

“Quando releio esses textos, um aspecto me chama a atenção, que talvez possa suscitar a hesitação de meu leitor: é seu caráter, de certa forma, intermediário”, adverte o pensador búlgaro. “Não me interesso pela simples especulação nem pela descrição dos fatos por si mesmos: não me canso de passar de uma a outra”.

Os ensaios estão agrupados em quatro grandes partes. Na primeira discutem-se, de forma geral e teórica, noções de literatura, discurso e gênero; na segunda, vêm a lume estudos dos dois maiores “gêneros” literários (aspas de Todorov), a ficção e a poesia, “e o problema comum a eles é o da representação por meio da linguagem”; já na terceira parte são analisados textos de Dostoievski, Edgar Allan Poe, Joseph Conrad, Henry James e Rimbaud, que compartilham a problemática da recusa da interioridade particular; na quarta seção, o autor se debruça sobre os gêneros não literários (como adivinhações, o discurso da magia, o chiste e o jogo de palavras), as questões dos níveis de análise e da variedade das formas verbais, que ocupam nela um lugar importante.

“Apesar de esses estudos serem animados por um espírito comum, que tem sua origem na ideia de que a literatura é uma explicação das potências da linguagem (a mais intensa), eles foram escritos em separado, entre 1971 e 1977, por isso há certas retomadas ou, ao contrário, certas divergências, que não procurei eliminar de modo sistemático”, explica Todorov. Em seu conjunto, porém, transitam sobre um mesmo eixo temático e se completam, compondo um estudo consistente sobre o assunto. Ao mesmo tempo, seus ensaios dão robustez e conversam com outros textos, como Teorias do símbolo e Simbolismo e interpretação.

Sobre o autor
Tzvetan Todorov, nascido na Bulgária, em 1939, radicou‑se na França em 1963. Filósofo, historiador, crítico literário, é autor de dezenas de obras. Sua trajetória intelectual é permeada pela multiplicidade temática. Inscreve‑se entre os expoentes surgidos no século XX no campo das ciências humanas. Faleceu em 2017, em Paris. De sua obra, a Editora Unesp já publicou Teoria da literatura: textos dos formalistas russos (2013), Simbolismo e interpretação (2014), A vida em comum: ensaio de Antropologia geral (2014), Teorias do símbolo (2014), Crítica da crítica (2015) e Diante do extremo (2017).

Título: Os gêneros do discurso
Autora: Tzvetan Todorov
Tradutora: Nícia Adan Bonatti
Número de páginas: 459
Formato: 14 x 21 cm
Preço: R$ 78,00
ISBN: 978-85-393-0762-3