Pequenos Poemas em Prosa

Qual a importância de Baudelaire para a poesia?

Charles Baudelaire fez história para o universo da poesia, além de ser o primeiro poeta moderno, influenciou uma mudança significativa neste gênero. Subversivo, utilizava de satanismo, sensualidade e sinestesia, enquanto escrevia durante a decadência do romantismo e a ascensão do realismo.

O poeta nada convencional influenciou artistas de todo o mundo, pois ninguém jamais pensaria em fazer na época. No mundo clerical, a linguagem utilizada em seus versos e prosas, como em Pequenos Poemas em Prosa, publicada pela Via Leitura, do Grupo Editorial Edipro, foi por muito censurada pelo pensamento ocidental.

Baudelaire fazia questão de mostrar seu desprezo pela sociedade, escandalizava Paris com seus turnos boêmios e escreveu contos que foram apreendidos e geraram multas. Sua intenção sempre foi tirar a beleza do que é cruel.

As obras do autor são indispensáveis para quem quer conhecer o universo da poesia, uma vez que a modernidade deste gênero começou com Charles Baudelaire que, mesmo afrontoso, tinha um talento irreverente.

Sinopse
Publicados originalmente em 1869, dois anos após a morte de Baudelaire, esses poemas em prosa são considerados os precursores de um novo gênero. Representam a libertação dos poetas das formas clássicas do verso, inaugurando uma poesia moderna e expressiva. A melancolia é o grande tema de Pequenos poemas em prosa, se traduzindo em cinquenta obras sem linearidade, mas que se ligam por imagens registradas pelo flâneur: o poeta bon-vivant, um explorador urbano que caminha pelas ruas capturando pequenos momentos do cotidiano. Pequenos poemas em prosa – O spleen de Paris  é uma ruptura com a poesia clássica, o embrião de uma nova estética literária, a obra-prima de um dos maiores poetas da história… e talvez algo mais.

Pequenos Poemas em Prosa
Editora: Via Leitura
Assunto: Poesia
Preço: R$ 29,00
ISBN: 9788567097626
Edição: 1ª edição, 2019
Idioma: Português
Tradução: Isadora Petry e Eduardo Veras
Prefácio: Marcelo Jacques de Moraes
Tamanho:
 14×21
Número de páginas: 112