Sartre pelo Brasil ganha edição comemorativa

Obra resgata a conferência proferida pelo existencialista francês quando de sua passagem por Araraquara, no interior de São Paulo, há quase 60 anos

A presença de Jean-Paul Sartre, figura emblemática do intelectual engajado e um dos mais influentes pensadores do século XX, permanece vívida. A reimpressão Sartre no Brasil: A conferência de Araraquara, pela Editora Unesp, é não apenas oportuna, mas necessária para preservar uma peça central da inesquecível passagem de Sartre pelo Brasil, ao lado de Simone de Beauvoir, em 1960. Sua famosa conferência proferida em Araraquara sobre a conciliação entre existencialismo e marxismo ganhou destaque no panorama do pensamento brasileiro de então. Com o intuito expresso de manter o registro fiel daquele evento, este volume preserva os muitos méritos da edição de 1986 e só se afasta dela em pequenas alterações de revisão e no formato do livro, que ganha primoroso acabamento em capa dura.

“A peça filosófica que se constitui na ocasião percorre temas caros a Sartre, como a natureza e os limites da liberdade, e realiza um agudo exame da noção de compreensão”, anotam os professores associados Cláudio Cesar Paiva, diretor da Faculdade de Ciências e Letras da Unesp (Câmpus de Araraquara), e Marcelo Carbone Carneiro, diretor da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da Unesp (Câmpus de Bauru), que assinam a apresentação da nova edição. Na plateia, estavam nomes como Antonio Candido, Bento Prado Jr., Dante Moreira Leite, Fernando Henrique Cardoso e José Celso Martinez Corrêa, representantes do cenário cultural nas décadas seguintes. 

“As palavras do filósofo, sempre oportunas e historicamente pertinentes, pronunciadas numa pequena cidade que por momentos se torna o coração partido da América Latina, ecoam a responsabilidade decorrente de uma liberdade assumida com coragem, e alimentada pelo otimismo proveniente do acontecimento recente: a Revolução Cubana, a prova de que o futuro está aberto à invenção da liberdade. Liberdade e responsabilidade se reúnem no mesmo ato criador. Não há como relacionar de modo mais forte existência, história, ética e política”, resume o professor aposentado do Departamento de Filosofia da FFLCH da USP Franklin Leopoldo e Silva em um rico prefácio desenhado especialmente para esta edição. 

Para o acadêmico Paulo Sérgio Pinheiro, o emocionante da conferência de Araraquara é comprovar que outras etapas aprofundaram os compromissos ali expostos para o filósofo. “Sartre se interrogando em face dos estudantes como aquele que se pergunta em maio de 1968 na Sorbonne ocupada. Sartre demonstrando com as intervenções maoistas a ditadura nas fábricas. Sartre denunciando as condições das prisões francesas”, anota nas orelhas do livro. “Intelectual, militante, escritor, até o fim, Sartre jamais escapou à sua inserção no mundo.” 

Sobre o autor
Jean-Paul Sartre (1905-1980) foi filósofo, escritor e crítico. Conhecido como representante do existencialismo, foi autor de A náusea, O ser e o nada, dentre outras obras. 

Sartre no Brasil: a conferência de Araraquara
Autor: Jean-Paul Sartre
Tradução: Luiz Roberto Salinas Fortes
Número de páginas: 129
Formato: 14 x 21 cm
Acabamento: capa dura
Preço: R$ 36,00 
ISBN: 978-85-393-0780-7  

Mais informações sobre os livros publicados pela Editora Unesp estão disponíveis no site: www.editoraunesp.com.br